Nos últimos dias, circulou nas redes sociais, sobretudo no WhatsApp, um vídeo de 1 minuto e 42 segundos mostrando jovens que estariam armados, no bairro da Engomadeira, em Salvador. As mensagens de texto que acompanham a gravação tenta fazer a ilação de que seriam criminosos de facções da região.

Tudo não passa de mais uma fake news. Na realidade, o vídeo foi feito pelo Portal da Engomadeira, grupo de atores composto principalmente por jovens evangélicos do bairro. Eles produzem diversos conteúdos multimídia para as redes sociais. O objetivo é conscientizar a comunidade sobre os riscos de problemas como uso de drogas, a importância da fé, do trabalho. Ou seja, o vídeo é parte de um trabalho social na Engomadeira.

Logo após a disseminação das mensagens falsas, um dos atores do Portal Engomadeira, Diego Cardoso, gravou vídeo lamentando a situação e esclarecendo a verdade. Conforme Diego, foi um vídeo teatral, para falar sobre a realidade da vida.

“Quero deixar claro que todas as armas ali são de papelão, umas são de air-soft, outras de papelão. Então deixa isso muito claro. E lembrar às pessoas que fizeram isso, mal intencionadas, que isso não leva a nada, gente. Somos jovens periféricos buscando um lugarzinho ao sol, buscando sermos reconhecidos da melhor forma possível”, destaca Diego.

O repórter e apresentador Fábio Gomes, da TV Aratu, também foi até a comunidade da Engomadeira e gravou reportagem com os integrantes do grupo, exibida no programa Ronda. A matéria entrevistou diversos jovens do Portal da Engomadeira. Os atores do grupo reforçaram que o objetivo dos conteúdos produzidos por eles é justamente o oposto das fakes news: conscientizar jovens a sair do crime e levar a palavra de Deus.