São falsas as informações que circulam nas redes sociais relacionando uma manifestação de indígenas no Centro Administrativo da Bahia (CAB), em Salvador, a uma suposta promessa de pagamento feita pelo Governo do Estado.

“Os índios querendo invadir a Governadoria da Bahia para cobrar o dinheiro prometido na passeata contra o Presidente da República Bolsonaro em Porto Seguro-BA”, afirma o texto de uma das postagens que acompanha vídeo do ato ocorrido na última terça-feira (26).


Confira aqui a checagem independente feita pela Agência Lupa:

#Verificamos: É falso que indígenas protestando em vídeo cobravam dinheiro de ‘passeata contra Bolsonaro’ na Bahia

E aqui a verificação do site Boatos.org:

Índios invadiram a governadoria da Bahia para cobrar dinheiro de passeata contra Bolsonaro #boato

Diálogo com os povos indígenas

Realizado na capital baiana de 25 a 29 de abril de 2022, o Acampamento dos Povos Indígenas da Bahia está na sua quarta edição. Trata-se de um evento já tradicional e consagrado que tem como princípio criar um espaço de diálogo entre os povos indígenas e os Poderes Executivo, Legislativo e Judiciário da Bahia.

A iniciativa é promovida pelo Movimento Unido dos Povos e Organizações Indígenas da Bahia (MUPOIBA), responsável pela articulação e unificação da luta das comunidades indígenas do estado.

Desde a sua primeira edição, o Acampamento Indígena conta com o apoio e incentivo do Governo da Bahia, que está ao lado dos povos indígenas na defesa de suas pautas e na luta contra os retrocessos no âmbito federal. Representantes de diferentes secretarias têm se reunido com as lideranças indígenas para os devidos encaminhamentos e soluções para as reivindicações apresentadas.