São falsas as notícias que circulam em sites e redes sociais afirmando que a Capela de Nossa Senhora de Escada, no bairro de Escada, no Subúrbio Ferroviário de Salvador, e um prédio ao lado da Estação da Calçada, serão destruídos para implantação do Veículo Leve de Transporte (VLT). Conforme informações da Companhia de Transportes do Estado da Bahia (CTB), não faz parte do projeto de execução do VLT do Subúrbio a destruição da igreja e do prédio.

No último sábado (13), aconteceu a última viagem do Trem do Subúrbio, dando o primeiro passo para um futuro de conforto e desenvolvimento para os moradores da região. O atual sistema de trens de Salvador, que interliga o Subúrbio Ferroviário pela orla da Baía de Todos os Santos, deixa de operar para dar lugar à implementação do VLT, beneficiando cerca de 600 mil soteropolitanos.

O VLT de tipo monotrilho, movido à propulsão elétrica, será moderno, seguro e rápido. O equipamento representa um grande investimento do Governo do Estado da Bahia em relação à mobilidade urbana. Com o VLT, o Subúrbio de Salvador ganhará referências na geração de empregos e oportunidade de novos negócios.